UM EVENTO PARA CELEBRAR O DESIGN

Segunda edição da Made acontece em São Paulo

Waldick Jatobá, responsável pela curadoria da Made - Mercado, Arte e Design

Waldick Jatobá, responsável pela curadoria da Made – Mercado, Arte e Design

Quando se trata de bom design, não importa se ele traz assinaturas consagradas ou se provém de novos profissionais. É para reunir essas obras que acontece, de 5 a 9 de novembro, no Jockey Club de São Paulo, a segunda edição da feira Made – Mercado, Arte e Design.

O evento, que tem curadoria de Waldick Jatobá, realização W/Design e direção geral de produção de Katia Avillez, reúne criações recentes – algumas inéditas – divididas em 15 galerias e 28 coletivos. “A quantidade de expositores no espaço para coletivos quase duplicou em relação ao ano passado, sendo que 12 deles são de fora de São Paulo. É muito importante dar força para que os jovens designers consigam sair do anonimato e, eventualmente, vender suas peças.”, conta Jatobá à Casa Vogue. “E acho bonito ver que eles estão investindo em materiais novos e dando usos inusitados a ideias simples. Temos uma diversidade de linguagens e diálogos vindos de um pessoal bastante livre, mas muito comprometido ao mesmo tempo. Todo mundo investiu em peças novas. Vai ser um evento de lançamentos”, completa.

Para tornar a celebração do design ainda mais especial, a Made traz um time de peso entre participantes e homenageados. Dentre eles, o inglês Michael Young é honrado como o designer do ano e, como parte das comemorações do centenário da arquiteta modernista Lina Bo Bardi, sua obra inspira toda a cenografia da feira, feita pelo Atelier Marko Brajovic. “Queríamos Lina como inspiração e não como objeto de cópia. Por isso, o cenário mostra, com originalidade, as cores básicas que ela tanto gostava – azul, amarelo e vermelho – e a verdade dos materiais vinda do brutalismo”, conta Jatobá.

O evento traz ainda um fórum de palestras e, dentre as exposições, dois pavilhões temporários assinados por arquitetos internacionais, ambos com o tema “Arquitetura efêmera”. O primeiro, feito pelo japonês Sou Fujimoto, traz 1.300 lâmpadas comuns para criar um grande tapete voador. O segundo, do norte-americano Jason Klimoski, cria uma instalação com cerca de 10 mil garrafas de plástico de água. Já as crianças ganham a instalação interativa Erê-Lab, uma casa da árvore de preceitos modernistas e ecologicamente correta feita pelo Estúdio Roni Hirsch.

Made – Mercado, Arte, Design
Data: até 9 de novembro
Local: Jockey Club de São Paulo
Endereço: Avenida Lineu de Paula Machado, 1.173 – São Paulo – SP
Horário: de quarta à sexta-feira, das 14h às 21h; sábado, das 12h às 21h e domingo, das 12h às 20h
Entrada: R$ 30 (estudantes e idosos pagam meia)Feira MADE (Foto: divulgação)

Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira MADE (Foto: divulgação)
Feira Made (Foto: Divulgação)
Matéria publicada no site Casa Vogue em 04 de Novembro de 2014